Brasil exporta assaltantes

DO BRASIL

O maior assalto da história do Paraguai tem participação de brasileiros. As polícias dos dois países acreditam que o PCC (Primeiro Comando da Capital) esteja envolvido na ação. O presidente Michel Temer colocou a Polícia Federal à disposição para ajudar no caso.

COMO FOI

Um bando de 30 homens, com armamento de guerra, roubaram US$ 40 mi de uma empresa de transporte de valores em Ciudad del Este, na madrugada de ontem. Um policial e três bandidos foram mortos na fuga.

RESULTADO VAZOU

O resultado da licitação para conta de publicidade do Banco do Brasil vazou quatro dias antes da abertura dos envelopes. O resultado teria sido registrado em cartório na última quinta (20). Os envelopes só foram abertos nessa segunda.

MAIS SOBRE A LICITAÇÃO

Essa é a maior licitação realizada pelo governo Temer, até agora. São R$ 500 mi por um ano, renováveis por até 60 meses. A primeira colocada foi a Multi Solution. O BB diz que o processo de licitação obedeceu à legislação. E a Multi Solution nega favorecimento.

LEILÃO

O leilão de linhas de transmissão de energia, realizado nessa segunda, foi considerado competitivo. Companhias sob o controle chinês e indiano participaram da disputa. Nenhuma empresa do grupo Eletrobras participou do leilão. A EDP venceu o leilão, que deve gerar mais de R$ 12 bi em investimentos no setor.

ELA SABIA

Em depoimento à Justiça Eleitoral, os ex-marketeiros do PT, João Santana e Mônica Moura afirmaram que Dilma Rousseff sabia da existência de caixa dois na sua campanha de 2014. A defesa de Dilma nega a afirmação.

Centro e ultra direita vão para o segundo turno, na França

ELEIÇÕES NA FRANÇA

Emmanuel Macron e Marine Le Pen venceram o primeiro turno das eleições na França. Eles se enfrentarão novamente no próximo dia 7 de maio.

QUEM É QUEM

Le Pen, de direita, representa o pensamento ultranacionalista. Macron, ex-ministro da Economia, é o representante de centro.

ALIANÇAS

François Fillon, o terceiro colocado, já declarou seu apoio a Macron. Com isso, o Instituto Ipsos prevê um resultado de 62% para Macron, em maio.

NO BRASIL

Até metade de maio, os chineses investiram mais de US$ 5 bi entre fusões e aquisições de empresas no Brasil.

Câmara aprova urgência para reforma trabalhista

CORRE

A Câmara aprovou, nessa quarta (19), o caráter de urgência para a tramitação da reforma trabalhista. O texto da reforma muda vários ítens da CLT. A oposição é contra o texto.

PREVIDÊNCIA 

Cerca de 60% dos deputados são contra a reforma da Previdência. O levantamento foi feito pelo jornal O Estado de S. Paulo, com 305 parlamentares. Dos questionados, apenas 50 afirmaram votar a favor da proposta para a Previdência. O governo precisa de 308 votos e plenário, para aprovar a reforma.

MUDANÇAS

O relator da reforma da Previdência, Arthur Maia, flexibilizou o texto com regras consideradas generosas para a previdência rural. O governo teme que pressões de outros grupos possam mudar mais o texto.

NEGOCIAÇÃO

A Odebrecht negocia a venda da Odebrecht Ambientar para a canadense Brooksfield. A negociação, no valor de R$ 2,8 bi deve dar fôlego financeiro para a recuperação da empreiteira. A venda depende ainda da anuência da Caixa Econômica Federal.

Mudanças no incentivo para indústria automotiva

 

NOVA ROTA

O programa de incentivo a indústria automotiva vai ser reformulado. Batizado pelo governo de Dilma de Rota 2030, o programa foi criticado pela Organização Mundial do Comércio (OMC), que exigiu a mudança. Um esboço do novo projeto vai ser apresentado hoje, pelo Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

PREVIDÊNCIA 

O relatório da reforma da Previdência já tem a mudança para a aposentadoria integral. O governo aceitou a mudança de 49 para 40 anos o tempo mínimo de contribuição para garantir o benefício integral. Com 25 anos de contribuição já vai ser possível pedir a aposentadoria, mas com redução do benefício. Mulheres poderão pedir o benefício a partir de 23 anos de contribuição.

OITENTA E SETE

Esse é o número de de testemunhas que a defesa de Lula incluiu num de seus processos. O juiz Sérgio Moro autorizou que todas as testemunhas ouvidas, mas exigiu que Lula esteja presente em todos os depoimentos. Moro justificou a decisão como uma forma de ‘oitiva de testemunhas irrelevantes’.

DA PRISÃO 

O ex-deputado, Eduardo Cunha, disse que foi o presidente Michel Temer quem agendou reunião de campanha, em 2010, citada nas delações da Odebrecht. Cunha foi acusado pelo próprio Temer de mediar a reunião. A declaração foi feita em nota escrita. Os delatores afirmam que, nesse encontro, foram negociados R$ 40 mi em propina.

O futuro dos indiciados

FORÇA-TAREFA

Mas da metade dos 98 indiciados na delação da Odebrecht são acusados de corrupção e lavagem de dinheiro. As penas desses crimes, somadas, podem ultrapassar 20 anos de prisão. Se abertos, os processos podem durar anos e não garantem a condenação. Ministros do Supremo já defendem a criação de força-tarefa para agilizar os trabalhos nos inquéritos abertos.

VALORES

As delações da Odebrecht revelaram R$ 945 mi em pagamentos à políticos em troca de favorecimentos em projetos de interesse da empresa. Além disso, a empreiteira admite ter distribuído US$ 3,39 bi nos nove anos, por meio do seu “departamento de propinas”. São mais de R$ 10 bi, no cambio atual.

PROVAS DIFÍCEIS

Analistas avaliam ser difícil definir culpados nos inquéritos abertos em função da delação da Odebrecht. Mais da metade dos inquéritos apuram apenas a aceitação de doação de campanha em troca de benefícios para a empreiteira. Há relatos de agentes públicos que teriam ganhado propina em licitações, entre outros relatos. Os envolvidos dizem que foram “obrigados” a participar do esquema.

NO MUNDO – A TURQUIA

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, conquistou 51% dos votos no plebiscito que troca o sistema de governo. A Turquia passará do parlamentarismo ao presidencialismo. A oposição aponta fraudes no processo. Com a vitória, Erdogan poderá nomear juízes e aprovar o Orçamento. O presidente disse que pretende propor um novo plebiscito para instaurar a pena de morte no país.

8 ministros e 24 senadores investigados pela Lava Jato

INVESTIGADOS NA LAVA JATO

O ministro do STF, Edson Fachin, relator da Lava Jato, autorizou a abertura de inquérito contra 98 pessoas.

globo (2)
O Globo
valor (2)
Valor Econômico

As investigações têm como base a lista de delações da Odebrecht.

NA CÂMARA

A votação da ajuda financeira aos estados, marcada para essa terça, foi cancelada após a divulgação da lista dos investigados.

Reforma trabalhista vai modernizar a legislação

REFORMA TRABALHISTA

A proposta que vai ser apresentada, hoje, na Câmara, altera mais de cem artigos da CLT. O projeto prevê, ainda, a criação de duas modalidades de contratação: por hora de serviço e por hora intermitente. O fim do imposto sindical também foi inserido no documento. De acordo com o deputado Rogério Marinho, autor da proposta, ela garante uma “modernização da legislação”

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A idade mínima de 60 anos para aposentadoria de políciais federais e professores da rede privada foi incluída na reforma da Previdência. A concessão foi negociada entre governo e relator.

RENEGOCIAÇÃO

As dívidas renegociadas somaram mais de R$ 400 bi no ano passado. A cada R$ 100,00 em créditos concedidos a pessoas físicas, no país, R$ 15,00 fora renegociados. O volume é recorde e representa 13% do salto total de crédito no país.