MAIS UM GOVERNADOR

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi preso na Operação Calicute. Ele é acusado de chefiar um esquema que pode ter rendido R$ 224 mi em propinas. Os valores teriam sido desviados das obras do Maracanã, do Arco Metropolitano, do PAC das Favelas e da Comperj. Os contratos foram assinados com a Carioca Engenharia e a Andrade Gutierrez, entre 2007 e 2014, período do mandato de Cabral.

UM CAMINHO POSSÍVEL

Para ajudar os estados com problemas financeiros, o governo estuda opções de recuperação. Uma delas é permitir que empresas não dependentes do tesouro estadual possa emitir títulos. Essa movimentação financeira permite captação de recursos.


POST SCRIPTUM

Cabral foi levado para Bangu 8, complexo inaugurado em sua gestão. Ele vai ser companheiro do também ex-governador Garotinho, que foi preso na quarta, por compra de votos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s