O Ministério da Fazenda e o Banco Central rejeitaram a proposta de liberar o recolhimento compulsório das cadernetas de poupança para impulsinonar o crédito imobiliário. A liberação, proposta pelas contrutoras e bancos, poderia gerar um volume de recursos estimados em R$ 40 bi. Para a equipe econômica do governo, não faz sentido afrouxar o crédito num momento em que o Banco Central está promovendo um aperto monetário. A justificativa das construtoras e banco é que a falta de recursos para financiamento imobiliário pode gerar impactos negativos sobre a saúde do sistema bancário. Já o Banco Central afirma que o sistema é forte o bastante para absorver quedas extremas nos preços dos imóveis.
(Valor)

A alternativa proposta pelo goveno é ampliar o uso dos recursos do FGTS para conceder financiamentos para imóveis de até R$ 300 mil. Hoje o limite é R$ 190 mil.
(Folha)

Entre janeiro e abril, 50 mil vagas foram fechadas nas fábricas de Sao Paulo, da Zona Franca e Região Sul, de acordo com levantamento do jornal O Globo.  A alta da inflação e dos juros são os responsáveis pela situação. Especialistas acreditam que a taxa de desemprego pode superar os 10% até o fim de 2015.
(Globo)

Dilma tenta aproximação com Renan Calheiros e o acompanhou à Joinville – onde foi enterrado o senador Luiz Henrique da Silveira. A viagem juntos foi considerado um “afago” para ajudar na aprovação de Luiz Edson Fachin para o Supremo Tribunal Federal e para a aprovação do ajuste fiscal.
(Estadão)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s