Crise nas hidrelétricas e Operação da PF e a propina do PT     

A Polícia Federal deflagrou ontem outra fase da Operação Lava à Jato. Essa nona etapa foi baseada no depoimento de Pedro Barusco, afirmando que o PT recebeu US$ 200 milhões de propina, entre 2003 e 2013. Segundo ele, o tesoureiro do partido, João Vaccari Neto, participou pessoalmente de acertos entre funcionários da Petrobras e estaleiros, no valor de R$ 22 bi. Cerca de 1% dessa quantia era destinada a propina. A PF ouviu Vaccari nessa quinta. Barusco foi braço-direito do ex-diretor de Serviços da companhia, Renato Duque. As informações mobilizaram a cúpula do PT, que negou a denúncia.
(Folha, Globo, Estadão)

As companhias hidrelétricas apelam ao governo federal para estancar as perdas bilionárias. É o segundo ano consecutivo de perdas provocadas pelo baixo nível dos reservatórios. Esse ano, pelas previsões do mercado, as geradoras deverão desembolsar cerca de R$ 20 bi para repor o montante de energia previsto em seus contratos, e que não foi produzido. De acordo com especialistas, as medidas de redução de uso, proposta pelo governo, podem funcionar como antídoto contra a crise da água, mas tem efeito contrário nas hidrelétricas: menos turbinas produzindo energia siginicam um défict maior na geração.
(Valor)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s